Buscar
  • Instituto Phases

Os impactos psicológicos do coronavírus

Essa semana preparamos um compilado falando sobre como o coronavírus pode gerar consequências na saúde mental de todos. Confira:



Quarentena é um período de isolamento e restrição de movimentação de pessoas que foram potencialmente expostas a uma doença contagiosa. O objetivo é, nesse período, determinar se eles se sentem mal ou se desenvolvem sintomas, o que reduz o risco de infectar outras pessoas.


No atual surto de coronavírus, as autoridades começam a perceber que o isolamento da quarentena tem consequências para a saúde mental da população.


Um estudo publicado pela revista britânica Lancet abordou o medo e a solidão sofridos por aqueles que enfrentam uma quarentena como consequência do coronavírus.


Os autores do artigo usaram três bancos de dados de estudos médicos anteriores e concluíram que os efeitos psicológicos negativos da quarentena incluem estresse pós-traumático, confusão e raiva, além de ansiedade.


Os fatores que mais estressam as pessoas isoladas são não saber quanto tempo durará a quarentena, medo de serem infectados, frustração, tédio, suprimentos ou informações inadequados, possíveis perdas financeiras e que, ao sair, fiquem com o estigma da doença.


Estudos apontam que as autoridades devem fornecer uma justificativa clara para a quarentena e informações sobre os protocolos, e garantir que suprimentos suficientes sejam fornecidos. Além disso, apelar ao altruísmo, lembrando ao público os benefícios da quarentena para a sociedade em geral, pode ser favorável.


"Para as pessoas em quarentena, pode ser útil tentar entendê-la como um período de tempo diferente em suas vidas e não necessariamente negativo, mesmo que não tenham optado por isso", disse à BBC News Jolie Goodman, da Fundação de Saúde Mental do Reino Unido.


Para pessoas que enfrentam sozinhas uma quarentena, é recomendável planejar o contato online com outras pessoas regularmente e criar uma rotina diária.


"Para todos, a quarentena pode ser uma oportunidade para realmente cuidar do nosso próprio bem-estar e priorizar nossa saúde mental e física. Todos nós temos saúde mental e devemos cuidar um do outro."


Apesar dos efeitos psicológicos negativos, os cientistas acreditam que a quarentena é uma medida eficaz para combater a propagação do vírus.


O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) aponta que a quarentena pode "ter um impacto econômico e social nas pessoas e nas comunidades, mas estudos mostram que a adoção gradual dessas intervenções pode reduzir a transmissão".


As epidemias/pandemias costumam provocar um pânico generalizado na população, principalmente quando não se tem total conhecimento sobre a doença - é o caso da infecção pelo novo coronavírus. Esse tipo de situação pode abalar a saúde mental, causando estresse e ansiedade.


A consequência, mais uma vez segundo essa hipótese, é produzirmos um mal muito pior com as inseguranças políticas e econômicas do que o vírus seria capaz por conta própria.


A todo momento surge um dado novo sobre casos confirmados do coronavírus, o que leva os noticiários a lotarem sua programação de reportagens. Apesar de ser importante procurar conhecimento, o fluxo constante de notícias gera preocupação e estresse.


Sentiu que os sites e jornais estão te deixando ansioso? Tente se informar em momentos específicos, de uma a duas vezes ao longo do dia. E foque naquilo que ajudará a tomar atitudes práticas para prevenção.


Tente identificar os pensamentos que podem causar desconforto. Pensar constantemente sobre a doença pode causar muito sofrimento. Tente ser realista, e se pergunte: Tenho sintomas que evidenciem a doença? Estou em situação de risco? Estive em contato com alguém doente?


Se porventura você precisar ficar em casa ou no hospital, tenha cautela com as notícias sensacionalistas e conserve o que for possível das suas atividades diárias. Apesar do isolamento físico, comunique-se com seus familiares e amigos por internet e telefone.


Nos períodos de maior estresse, foque nas suas necessidades e envolva-se em atividades que goste e ache relaxante. Se exercitar (mesmo que na sala), ficar com o sono em dia e comer alimentos saudáveis sempre é uma boa.


Alguns cuidados que devem ser tomados por todos:


-Lave bem as mãos

-Use álcool gel

-Cubra o nariz e a boca para tossir ou espirrar

-Evite aglomerações

-Evite tocar os olhos, boca e nariz com as mãos não lavadas

-Mantenha os ambientes ventilados

-Não compartilhe objetos pessoais.


Faça a sua parte, mas lembre-se que nem tudo depende de você!


fontes:

https://www.instagram.com/psicologia_comportamento/

https://www.bbc.com/portuguese/geral-51800944

https://danjosua.blogosfera.uol.com.br/2020/03/12/o-coronavirus-e-pior-do-que-voce-pensa-ele-afeta-nossa-mente-primitiva/


#coronavirus #atualidade #terapiaintegrativa#terapiaintegrativa #terapia#terapia #bemestar#bemestar #terapiaholistica#terapiaholistica #saude#saude #qualidadedevida#qualidadedevida #institutophases#institutophases #corpo

31 visualizações
  • Sem Título-1
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco
MENSSAGER.png
11 2977- 4104 /11 95050-8695
contato@institutophases.com

 

Segunda à Sexta - 8:00 às 21:00
 Sábado - 8:00 às 17:00


 

R. Voluntários da Pátria, 2736 - Santana - São Paulo- SP